Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soutodaamor

soutodaamor

Tradições, Crenças e Símbolos do Halloween

Na continuação disto aqui, ando numa de pesquisas Halloweeanas, e as coisas que tenho aprendido são fantásticas.

Ora, partilhando pois então!...

As tradições e Crenças do Halloween

 

Trick-or-Treat 

A brincadeira do “doces ou brincadeiras”, na qual as crianças (e alguns adultos tambem, vá!...) se vestem de bruxinhas/diabinhos/monstrinhos ou naquilo que a imaginação ditar, teve origem num costume europeu do século IX, em que, no dia 1 de Novembro, Dia de Todos os Santos, os cristãos iam de vila em vila pedindo “soul cakes” (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha. Por cada bolo ganho, a pessoa deveria rezar uma oração por um parente morto do doador. Nessa altura acreditava-se que as almas permaneciam no limbo (esta palavra - completamente nova para mim- significa, em termos religiosos, o "lugar" onde os justos esperavam a vinda de Jesus, e para onde iam as almas das crianças não-baptizadas) durante algum tempo após a sua morte, e que as orações ajudavam-nas a ir para o céu.

 

Jack O'Lantern

(a abóbora iluminada por uma vela no seu interior - atentem na lenda que eu achei o máximo) 

"Á muitos-muitos anos, em terras bem longínquas, vivia um homem chamado Jack.

Jack era um alcoólatra, com mau feitio e rezingão.

Num belo dia de Outubro (que por acaso até era dia 31...) bebeu excessivamente e o diabo veio buscar a sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede. Jack estava sem dinheiro e pede ao Diabo que se transforme numa moeda. O Diabo concordou e, mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tinha um fecho em forma de cruz.

Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um acordo: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano. Sem opção, o Diabo concorda.

Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e até faz caridade.

Mas a mudança não dura muito tempo!

No ano seguinte, na noite de 31 de Outubro, Jack está a caminho de casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a colher uma maçã de uma árvore.

O diabo aceita e quando sobe ao primeiro galho, Jack pega num canivete, desenha uma cruz no tronco da macieira, aprisionando o diabo na árvore. O diabo, que nem acredita que foi mais uma vez enganado pelo alcoólatra, tenta chegar a um acordo e diz-lhe que durante 10 anos não o procura mais. Jack não está para aí virado e ordena-lhe que nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack liberta-o da árvore.

Mas, por azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu.

Só que, e devido á sua maldade enquanto vivo, a sua entrada é negada.

Sem alternativa, Jack vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo. Este, ainda desconfiado e sentindo-se humilhado, também não o deixa entrar, e como castigo, atira uma brasa para que Jack possa iluminar o seu caminho pelo limbo. Jack (que apesar de morto continuava esperto) põe a brasa dentro de um nabo, para que dure mais tempo, e vai pelo limbo fora, em modo de passeio, para todo o sempre."

Esta lenda deu origem ao "Jack O’Lantern".

Originariamente, na Irlanda, os nabos eram usados como “lanternas do Jack”, mas quando os imigrantes chegaram á América, descobriram que as abóboras existiam em maior quantidade do que os nabos. Então começaram a utilizar abóboras iluminadas por uma brasa colocada dentro da mesma, ao invés de nabos.

Está explicada a tradição de se fazer caricaturas em abóboras e iluminá-las por dentro com uma vela na época de Halloween.

Ainda segundo a lenda, quem estiver atento e conseguir ver uma pequena luz fraca na noite de 31 de Outubro, é porque conseguiu ver a passagem do Jack procurando uma saída do limbo em que está preso. Coitado!... Ainda lá está??!!

(o que eu me ri com esta lenda...)

 

Bruxas

Segundo a lenda, as Bruxas reunem-se duas vezes por ano, por altura das mudanças de estação, na Primavera e no Outono.

Chegavam em vassouras voadoras e participavam na festa organizada pelo Diabo em pessoa.

Lançavam maldições e feitiços nas pessoas, tranformavam-se em variadissimas coisas e causavam todo o tipo de transtorno.

A lenda "diz" tambem que para encontrar uma bruxa tem de se vestir as roupas do avesso e andar de costas durante a noite do Halloween. Á meia-noite é certo e garantido que se vê uma bruxa (nem vou comentar isto... )

Os primeiros colonizadores acreditavam nisto piamente e foram eles que levaram estas crenças para os Estados Unidos. Lá, misturaram-se com as histórias que os indios norte-americanos contavam e com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.

O gato preto é associado ás bruxas por causa de outras lendas que "dizem" que elas se podem transformar nos miaus lindos e fofos (mas negros), sendo que os bichanos são mas é espiritos de pessoas mortas.

No meio disto tudo á a malfada superstição de que se um gato preto se atravessar no vosso caminho, têm de voltar pelo caminho de onde vieram, porque se não o fizerem o azar vai-vos bater á porta... ppppffffffff! RIDICULO! (neste eu opino porque eu adoro gatos pretos-lindos-e-fofos!)

 

Os simbolos tipicos do Halloween e os significados de cada um

  • A abóbora: simboliza a fertilidade e a sabedoria.
  • A vela: indica o caminho ás almas (aquelas que estão no limbo,lembram-se?)
  • O caldeirão: dentro dele devem ser colocadas moedas e bilhetes com mensagens escritas com pedidos aos espiritos.
  • A vassoura: representa o poder feminino que efectua a limpeza da energia negativa. Por engano, pensa-se que ela servia de transporte das bruxas.
  • As moedas: devem ser recolhidas no final da festividade e deverão ser doadas aos necessitados.
  • Os bilhetes: as mensagens escritas deverão ser queimadas para que aquilo que se está a pedir seja atendido rapidamente uma vez que se elevará através do fumo.
  • A aranha: simboliza o destino. Os fios que tecem as teias são o meio, o caminho, para seguir em frente.
  • Os morcegos: simbolizam a clarividência. Eles conseguem captar as formas e as distâncias através da sua própria energia, emitindo sinais ultrasónicos, sem precisarem da visão ocular.
  • O sapo: ligado á simbologia do poder da sabedoria feminina, ao atributo dos mortos e da magia feminina
  • O Gato preto: simbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independencia e liberdade. Representa a plena harmonia com o Universo.

E pronto.

Gostaram Pessoas?

Eu tambem!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.