Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soutodaamor

soutodaamor

Lembrete da Amor 2

Lembrei-me de uma conversa que ouvi.

“Ai Amor! Sua cuuuscaaa!...”         

O CARAÇAS PAH!

Tenho culpa se as Pessoas-Nervosas falam alto? E não são discretas? E contam a vidinha toda?

“Ah! Sendo assim não Amor! Desculpa!”

Desculpadas Pessoas-Fofis!

Não vou estar aqui a parafrasear a Pessoa.

Resumindo: tinha sido traída e dias antes apanhou o companheiro em flagrante. E contava como todos os dias a humilhava. Não física, mas verbalmente. Rebaixando-a, ridicularizando-a, fazendo-a sentir-se péssima. E como o apanhou com a ajuda de familiares.

Enfim!

O DEGREDO!

Agora, recordei a dita conversa. que já foi há uns tempos largos mas esta carola lembrou-se agora

E lembro-me de na altura ter ficado indignada. E zangada. E de me ter apetecido bater em alguém.

Mas não nele!

Porque espécies como o estafermo existem. Não vale a pena negá-lo.

Agora, viver uma vida de humilhações??!!

Não se ter “a força” suficiente para não se ser a vítima??!!

Bem… Amor acha inconcebível.

Mas sei que “Quem está de fora racha lenha.”

Portanto hoje é só isto...

imagesCAR60SQ7.jpg

Embora não nos esquecermos?

E fazer com que os outros não se esqueçam?

Embora?

‘BORA LÁ ENTÃO!

Para ser dito em voz bem alta, sim?!

 

 

2 comentários

Comentar post