Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soutodaamor

soutodaamor

Folha 49/366 Acerca das Linhas Telefónicas de Ajuda 1

Este post da Chic'Ana fez-me recordar a experiência que tenho com Linhas Telefónicas de Ajuda.

Infelizmente tenho alguma, e quase sempre correram bem.

Comecemos pela que não correu muito bem:

Trabalhei numa fábrica de confecção, fazendo parte da equipa administrativa, até 31/12/2009.

Uma das minhas responsabilidades, enquanto administrativa dos Recursos Humanos, era, claro, zelar pelo bem-estar dos funcionários.

Num dos dias de trabalho, uma das funcionárias sentiu-se mal, tendo desmaiado e tudo. Coube-me a mim telefonar para o 112.

Bem... dizer que se perde tempo com os telefonemas para esta linha é pouco. O mais correcto é dizer-se que se PERDE MUITO TEMPO a telefonar para esta Linha que supostamente é de Ajuda.

As perguntas que fazem acerca da pessoa que necessita de auxilio são mais do que muitas e só irritam quem lhes está a telefonar, porque é suposto enviarem o mais rápido possível auxilio médico e estão para ali a perguntar nome completo, idade, onde mora, estava bem á uma hora atrás, o que estava a fazer quando se sentiu mal, e agora ainda está indisposta, e familiares tem, e à quanto tempo desmaiou, e ainda está indisposta... e o CAMANDRO PAH! MANDEM MAS É AUXILIO PORRA! 

Lembro-me perfeitamente de ter feito um esforço enorme para não dar dois berros ao telefone, ter desligado dizendo mentindo com todo o descaramento que a pessoa já estava melhor e ter telefonado directamente para os Bombeiros da localidade que em cinco minutos se puseram na fábrica!

Portanto, 112 para mim NUNCA MAIS!

Bombeiros do local FOR EVER!

 

P.S. - A colega acabou por ficar internada com um esgotamento e andou em tratamento alguns meses.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.