Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soutodaamor

soutodaamor

Bruxelas vista por mim... 4 By Night

Foi de noite que a conheci pela primeira vez.

E gostamos logo uma da outra.

No meio de tanta alegria (tínhamos chegado á cerca de 4 horas e estávamos ainda eufóricos com o reencontro com o Tesourinho) fui registando á pressa os sítios por onde íamos passando.

Não queria perder pitada das conversas… e não queria perder pitada do que me rodeava.

Tanta coisa para fazer! UFA-UFA! Conversar-observar-absorver tanta informação… e falta o registo fotográfico de tanta coisa!

Ora, mas agora é o que há!

E portanto caludinha que vai começar a sessão!

A BOLSA DE VALORES DE BRUXELAS, fica na Praça da Bolsa, a 2ª maior praça da cidade. Fundada em 1801 por Napoleão Bonaparte, quando a Bélgica ainda era uma colónia francesa, a Bolsa é hoje mais conhecida por Euronext Bruxelas onde se juntam as bolsas de Bruxelas, Paris, Lisboa e Amsterdão, formando a 5ª maior bolsa do mundo.

Porque a maior praça de Bruxelas é a Grand-Place.

E é LINDA.

Aqui, devo confessar uma coisa, sem grande relevância: sou APAIXONADA por arquitectura e história! Nem sei porquê! Fascina-me tudo o que seja relatos de factos ocorridos numa sociedade e que, por consequência, levaram ao seu desenvolvimento, e a arte de projectar e construir o ambiente habitado pelo Homem.

Bruxelas deu-me isto tudo.

A história de crescimento de uma cidade que surge de uma fortaleza do século X e o estilo gótico, barroco, neogótico e clássico dos seus edifícios.

Sabiam que o nome Bruxelas deriva do holandês antigo “Broekzele”? E que “broek” significa pântano e “zele” casa, sendo portanto “Casa do Pântano”? Ah pois é, Bebé!

A 1ª construção que deu origem a esta cidade foi a capela São Gaugérico, construída numa ilha do rio Senne. Nessa altura vivia-se as leis de sucessão e a fortaleza de Lotário (um dos netos de Carlos Magno) torna-se, oficialmente, a fundação oficial da cidade. Ora como foi construída junto ao rio Senne (que estava no meio de uma importante rota comercial), Bruxelas cresceu rapidamente, “obrigando” á drenagem dos pântanos que a circundavam para que a população se pudesse estabelecer.

Bruxelas passou por destruições e reconstruções. Muitas e dolorosas. Até que se tornou independente em 1839.

“Olha lá Amor!... Mas nós agora temos de levar com uma sessão de História, é?!”

Olhem!...

Olhem-olhem!...

Vocês são Pessoas Feias e Rabugentas que me cortam “o gostinho” por isto!

Mas pronto, ok!

Adiante…

Como eu disse, há 10 minutos atrás, a principal praça de Bruxelas á a Grand-Place.

Tão linda! Com edifícios que datam do século XV a XVIII, já estão a imaginar não é? Cheguei e extasiei!

Só a vi de noite… não voltamos lá enquanto estivemos na cidade. Ficou a promessa de lá pormos os pés novamente, com mais tempo e de dia.

Para já, e porque me mandaram calar suas Pessoas Horrorosas, partilho convosco os edifícios cheios de rócócó e com uma iluminação fantástica.

A RUA QUE NOS LEVOU À GRAND-PLACE

PARTE DO EDIFICIO DA CÂMARA DA CIDADE

Atentem na altura da torre… 96 metros! E lá no topo a estátua do padroeiro da cidade: São Miguel.

E os restantes edificios da Praça 

E por hoje é tudo que amuei convosco!

TO BE CONTINUED…

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.