Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soutodaamor

soutodaamor

Amor e as pragas

Ora bem!

Quando Amor solta pragas não é lá muito bom sinal.

As pragas para mim é como o ditado “pragas com razão nem ao rabo do meu cão”.

E hoje roguei!

MUITAS!!!

Mas a espumar e tudo!

Querem que eu conte?

NÃÃÃÃOOOO???!!!

Ok! Eu conto!

08:45 da matina.

Amor a conduzir para seu trabalhinho que, com a Graça de Deus Nosso Senhor, tenho.

Ora, no percurso até ao local de trabalho, existe uma ponte que atravessa o Rio Minho.

Nessa ponte cabem, lado a lado, 2 veículos automóveis. Um para sentido norte e o outro para sentido sul. Não cabe mai nadinha!

Pronto… conseguem visualizar a estreiteza da ponte?

Então…

Amor vai em sentido sul-norte…

E em sentido norte-sul deparasse-lhe o seguinte:

DOIS! 2! D.O.I.S! atentem bem…

DOIS veículos lado a lado em despique de velocidade. Numa de street race. Um todo artilhado e o outro nem por isso mas topo de gama. Um branco e o outro preto (os carros, ok??!!) A 1589 km/hora! E nem me contradigam qu’eu é que sei! Eu é que estava lá!

Ora o que é que Amor faz???

Nada…

A não ser congelar!

“O que é isto???”

“AI CA FILHOS DE MERETRIZ!!!”

“OH PAH!!!”

(isto em altos berros, sozinha, no seu popó, que coitadinho tremia tanto como a condutora…)

E por fim Amor travou… mas tanto-tanto que acho que gastei 1/3 dos pneus…

E o preto pôs-se atrás do branco…

E seguiram a 1570 km/hora… (desaceleraram, viram?!)

Numa de street race.

Em despique de velocidade.

Comecei bem o dia!

Roguei pragas!

A espumar e tudo!!!

 

(E entretanto, já andei á procura de noticias acerca de dois veículos acidentados contra um pinheiro com os condutores empalados no mesmo, ou incendiados com os condutores carbonizados, ou caídos numa ravina com os condutores decapitados… mas não encontrei nada).

 

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post