Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

soutodaamor

soutodaamor

Afinal elas "andem" aí!...

Então, a propósito das lost childs

Afinal HÁ MÃES!

Daquelas histéricas-panicosas-stressadas-barulhentas-e-tipo-saiamdafrentequ’ofilhoémeu!

É que nem de propósito.

Depois do “desconsolo” de ontem, hoje presenciei o contrário.

Horinha do café pós-almoço.

Amor entretidíssima na sua leitura, na melhor esplanada de Portugal e arredores na bela Vila de Caminha.

E “pressente” uns movimentos numa mesa ali ao lado.

Mas nem olhei para não perder fio á leitura.

E apanhei assim um cagaço, que não me lembro de apanhar há muito tempo!

“OH FÁÁÁÁÁÁÁÁÁBBIIIIIIIIIOOOOOOOOOOOOOOOOOO”

“FÁÁÁÁÁÁÁÁÁBBIIIIIIIIIOOOOOOOOOOOOOOOOOO”

“MEU FIIIIIILHOOOOOOOOO”

“FÁÁÁÁÁÁÁÁÁBBIIIIIIIIIOOOOOOOOOOOOOOOOOO”

Isto gritado a plenos pulmões e num desespero tal que me arrepiou toda-toda!

Fiquei colada á cadeira!

Eu e as dezenas de pessoas que por ali estavam!

E vejo uma jovem mãe. Em estado de puro desespero!

Revi-me!

Tal-qual!

A arrepiei-me ainda mais!

Mas os gritos desesperados continuavam.

E sinto uns movimentos numa mesa ali ao lado.

E sai de lá de baixo um menino.

Moreninho e loirito.

Pr’ái com uns 5/6 anos.

E corre prá jovem mãe.

“Tou aqui mãe!”

AI MEU RICO FILHO! Tu onde estavas Fábio??!!”

“Tava ali escondido do Nelson… tamos a brincar ás escondidinhas mãe… Desculpa!”

“Não faz mal meu tesourinho! A mãe assustou-se mas já passou! AMO-TE!”

Digam lá se não ficaram com os olhos humedecidos??!!

CONFESSEM!

Olha! EU FIQUEI!

 

P.S. - E acabou-se as escondidinhas prós meninos. Ficaram sentadinhos, quietinhos, e a mãe agarrada ao Fábio. O Nelson, esse, nem piava!