Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

soutodaamor

soutodaamor

Amor tem dias de vaidade

 

 

Ai pois tenho!

E há um complemento de moda que eu simplesmente não vivo sem! 

O cachecol ou a écharpe ou o lenço. Dá sempre um ultimo toque a qualquer tóiléte. E com este frio é de se usar mesmo.

Mas eu usava este complemento sempre da mesma maneira... ora upa pó pescoço dá duas voltas e tá feito.

Só que há todo um mundo de possibilidades.

E então, nos tais dias de vaidade, deito sempre o olhinho a esta menina, que dá ótimas dicas.

desculpem mas vão ter mesmo de lá ir ver que ando para aqui a tentar colocar o video neste caderno e não consigo e já tou pr'áqui a passar-me e portanto cliquem lá no que está sublinhado que vão lá ter directos

 E para que saibam hoje tou vaidosa! The braid aqui no meu pescoçito.

 

 

 

 

 

 

 

 

Olh'ó os "Termos de Pesquisa (últimos 6 meses)"

Andava eu aqui a "trabalhar" a nova ideia que me anda a assolar pró bloguezinho baby que aí vem  quando me pus a explorar este caderno meu.

E então dei com as "estatisticas" daqui do rascunho. Já conhecia, e de vez em quando vou lá espreitar, só pra ver se vocês, Pessoas Maravilhosas, vêm cá deitar o olhito Lindo que têm. E depois fico contente e feliz que vocês não me deixam ficar mal e então é só visitinhas bonitas! Oh eu toda gaiteira

Mas hoje caíu-me no olho o "Termos de Pesquisa"... e fui pesquisar. Então estes são os termos de pesquisa (dos ultimos seis meses) de quem procura e vem cá parar se calhar sem querer vir cá ter mas depois leva comigo e com as coisas que escrevinho que é assim que funciona em mundo de pesquisa na internet:

  1. QUATRO QUARTOS DE LARANJA - 8
  2. amor - 2
  3. blog sapo - 2
  4. coisas que acontecem na fila - 2
  5. a pipoca mais doce - 1
  6. chiripiti o que é - 1
  7. gajas - 1
  8. pão nutela - 1
  9. soutodaamor blog - 1
  10. soutodaamor.blogs.sapo.pt - 1

Olhem!... Vocêsjá sabem né?! Sabem né?! Que eu não posso ficar aqui impávida e serena e de matraca  Que até me provoca uma coisinha má  

Ora, aqui vai...

"Quatro quartos de laranja"??? não me lembro de ter escrito sobre laranjas, quartos e quatro... mas já que vieram cá ter espero que tenham voltado.

"Amor" sou sim senhora, e procurem-me sempre por esta designação que este rascunho está aberto e acolhe-vos de páginas abertas.

"coisas que acontecem na fila" foi um dos primeiros posts que escrevi e quem pesquisou assim não sei do que estava á procura, mas veio cá ter e se calhar não voltou mais.

"chiripiti" é aquela bebida que diz que afina a garganta e aquece o corpito. Escrevi sobre ela aqui. Quem queria ficar a saber o que é, de certeza-certezinha que aprendeu alguma coisa. Não sei bem o quê. Mas nada nem niguem me convence do contrário.

"gajas" eh lah! Alto e pára o baile. Gajas??!! Mas gajas tipo o quê??!! Por alma de quem é que alguem "pesquisa" isso e vem cá parar??!! Não sei se gosto desta googlice...

"pão nutella" Pronto! Aqui me rendo de cabeça baixa e com ar culpado. Quantas vezes eu já partilhei aqui a minha "adoração" por aquele creme de avelã com cacau e leite? Hhhmmm??!! Quantas? Podem pesquisar isto vezes e vezes sem conta que aqui encontram. Ai encontram-encontram!

Coisas que vou lendo #1

Ontem, li este excelente texto, numa "plataforma de ideias" como é designado pelas suas criadoras.

De seu nome "Maria Capaz", "assume-se como Feminista, tendo como objectivo contribuir para a igualdade de Direitos e Deveres entre homens e mulheres...". Por lá encontram-se vários testemunhos, ideias, textos livres, ensaios fotográficos, ensaios literários, moda… 

Mas vamos ao texto que li:

"QUE SE FODA A BELEZA por Maria L de M

Sou um ser de 30 e poucos anos. Quando nasci, a cruz dos documentos oficiais ficou na letra F e assim continua. Sou uma pessoa cisgénero feminina.

Mas nunca fui, nem sou normativa.

Em criança era especial, lia muito, tinha conversas de adultos, diziam. Na verdade olho para trás e talvez já tivesse um pouco de mania. E reconheço, sim, sempre fui diferente.

Nunca passei por mulherzinha, nem muitas vezes por menina, sequer. Vou-me sentindo, vivendo, sendo mulher. Mas antes de tudo, e em primeiro, sou um ser humano.

Já a minha identidade de luta, política, essa sim, claramente, feminina e feminista.

E de um ser que ninguém encaixava fui trabalhando o acto performativo e passo, agora, bem e com distinção por mulher, sempre com M grande, exótica, e D grande também no diferente.

Desde pequena que me atormentam as caixas. E de género feminino a que nos cabe a todas é sempre a mesma, a de bonita. Uma menina é bonita. Já um rapaz é reguila, esperto, desenrascado e activo.

Como era tudo isto, em criança, era Maria-rapaz. Mas com um lado demasiado rato-de-biblioteca para esse rótulo perdurar. Em adolescente, fugindo a todas as qualificações possíveis, era apenas estranha (agora já há o rótulogeek). Confundia em género, orientação, interesses, formas de estar e vestir. E fugia de todos, com medo de maisbullying, refugiada atrás de uns headphones e um walkman agora velhinho e com a cabeça sempre no meio de um livro.

Eu sentia-me menina, gostava de meninos (e de meninas também, mas só mais tarde percebi), mas simplesmente não passava. O meu cabelo nunca ficava arranjado, as roupas arranjavam sempre maneira de se sujar ou enrugar, e as minhas opiniões eram sempre demasiado estranhas. Fui chamada de macho a bicho-do-mato, de cara de cavalo a orelhas e o que mais ouvi, foi de certeza a palavra “feia”. Esse insulto inominável que é suposto retirar todo o valor a qualquer fêmea. E com sorte, tira-lhe a voz.

Cresci e de patinho feio mais que cisne virei ganso, aceitei-me por completo, afirmei-me com distinção e aprendi a grasnar bem alto.

Se me virem agora na rua, sim, passo pelo vosso bonito. Sei até ser uma mulher de uma sensualidade tremenda e muito boa sedutora. Mas sabem o que vos digo? Quero é que o bonito se foda. Não me interessa essa caixa.

Tenho um valor imenso, e reconheço que entre os adjectivos aplicáveis pode com justeza aplicar-se essa tal beleza. Mas as minhas qualidades? Não é ser bonita, sou forte, sobrevivente, lutadora. Tenho um coração maior que os meus braços e a capacidade de amar e receber amor de muita gente. Tenho a desenvoltura intelectual suficiente para me dar bem naquilo em que me aplico e uma cultura de base que me agrada. Não tenho medo de trabalhar com as mãos e trato-me bem a mim e aos meus. Tenho uma sede imensa de novas aprendizagens e conhecimentos.

Se sou bonita? Há quem diga que sim. Eu sinto que sim, mas da mesma maneira que sinto outras tantas coisas acessórias em mim. Não é de todo o meu valor essencial. E embora entenda este caminho de valorização de todos os corpos, caras e figuras, estes motes da Dove, que diz todas somos bonitas, talvez em vez de estarmos a acabar com a ditadura da beleza, estejamos só dar-lhe mais comida.

Era bom que nos juntássemos todas em grito, olhássemos para tantas outras características que nos são mais essenciais e amássemos o nosso corpo, porque nos permite ser, ter, receber e dizia-se assim:

“Que se foda essa beleza, que nos impõem, vendem e com que nos consomem, beleza fixa ou abrangente, que vai da auto-estima ao assédio de rua, da capa da revista à luta política (“mulher bonita é a que luta”). Somos autónomas, inteligentes, capazes de produzir e criar o espanto e o progresso. Cale-se o dito mais reproduzido do Vinícius.”

Somos tanto, para que é que na verdade ainda precisamos de ser bonitas?"

Texto original aqui.

Acrescentar só que a ultima frase ficou cá dentro! AMEI!

Beijo-vos e Abraço-vos, sim?!

 

Lembrete da Amor... 8

E hoje, ser assim?

imagesCA33XWZF.jpg

 "Ai Amor! Mas tu estás bem?! Com este dia cinzento??!!"

Ora aí está suas Pessoas Rabugentas!

Por o dia estar cinzento é que devemos olhar para ele com olhos de ver, e procurar as tonalidades lindas do cinzento que nos rodeia!

Fiz-me entender?

"Sim Amor! Fizeste! CHATA!"

Bem... vou fazer de conta que nem ouvi essa...

Tenham uma 3ª feira cinzentó-colorida!

Abraço apertadinho!

E lá vou eu! DVATENMI

De Volta Ao Trabalho E não Me Importo!

Já tinha referido aqui de que gosto do que faço.

Então hoje, passados 13 dias úteis de férias vou reencontrar os meus coleguinhas, vou voltar á minha secretária, voltar a atender chamadas, voltar a organizar papelada... Enfim. Voltar áquilo que tanto gosto de fazer!

Pessoas Lindas, que a Vossa semana seja assim uma coisa para lá de fantástico, sim?!

Beijos nas faces!

 

 

 

Energia renovável

Levantei-me em estado sonâmbulo.

Passado 1h30 (em que me estive a preparar fisica-psicológicamente) fechei-me fechadinha que o maridão ainda roncava e dediquei-me a este menino

 

E agora VENHA O SÁBADO!

Pessoas Lindas e Maravilhosas que o vosso fim-de-semana seja fantabulástico, sim?!

Abreijos

 

 

 

Agora é que vai ser...

Nunca fui rapariga de me maquilhar.

Talvez porque as mulheres que sempre me rodearam nunca o fizeram.

Acho que, em toda a minha vida, me maquilhei (e nem fui eu, maquilharam-me) 2 vezes...

A primeira, ainda adolescente, numa visita de estudo a França onde intercambiamos com uma escola de estilismo, e onde nós, postuguesinhas, servimos de modelitos. No fim, não gostei. Lembro-me perfeitamente de olhar para mim e "CREDO! QUEM É ESTA??!!" As minhas coleguitas todas contentes e felizes e vaidosas. Eu, só queria tirar aquelas pastas todas que me tinham colocado.

A segunda foi no dia do meu casamento. Mas foi uma coisa tão natural, tão subtil que eu A-DO-REI! Olhava-me e sentia-me contente e feliz e vaidosa.

Mas isto já lá vão 25 anos.

Não me maquilho e nem sei porquê.

Mas estes dias, que tenho andado para aqui perdida, que eu não sei se sabem mas estou de férias e está a ser um tédiiioooo, dei em arrumar coisas "perdidas" cá de casa. E o que é que eu fui encontrar?! O quê?! Uma base, um rimel e um gloss! UAU!!!

Não me lembro onde os adquiri ou se foi alguem que mos deu...

Sei que, assim de repente, do nada mesmo, dei comigo a pensar "Agora é que vai ser! Agora, de cota vou andar toda gaiteira!"

Mas como é que se coloca uma base neste rosto quadrado que tenho? Porque o rimel sei colocar. O gloss tambem. Não tive cá com meis medidas. Internet para que me serves!

Dizer o quê? Identifiquei-me com o aspecto natural da minina

Fiquei em transe ao minuto 1,19 quando ela mostra a bancada das "coizinhás" simples que se tem de usar. E ainda diz "como podem ver eu não estou a usar muita coisa..." Ora eu, com 3-três-3 coisitas pode-se dizer então que mais me vale estar quieta, é?! Mas não vou estar! Agora é que vai ser...

Ora coloquei-me frente ao espelho e vai de me besuntar com aquela pasta quase-quase da côr da minha pele. Depois coloquei o rímel. Depois o batom do cieiro (que é a única coisa que eu sempre coloquei nos meus lábios finos e pálidos) e por cima o gloss).

"Sim Senhora Ana Sofia! Oh pra ti toda pimpona..." E notava-se a diferença. Aquela pasta deu á minha pele um brilho diferente, pah!

Ora, hoje, dia de almoço com Riqueza Mamã e Sobrinho Principe Lindo, lá fui eu gaiteira-pimpona.

Eu e Mamã no carro á espera de Sobrinho Principe Lindo em amena cavaqueira, e diz-me a Mamã:

"Que puseste na cara?"

"PorquÊ??!!" eu com medo de ouvir a resposta.

"Porque não sei... tá diferente..."

"Mas diferente para melhor ou para pior??!!" eu aterrorizada, com medo de ouvir a resposta.

"... tá diferente! Anda! O que puseste na cara??!!"

"Pus base..."

"Ah! E rimel e batom e tudo! MUITO BEM! Fica-te bem pah! Favorece-te"

Olhem!

Quase a estrafago de beijos e quase estrago a pouca maquilhagem que tinha e estou a pensar seriamente em ir comprar mais uns apetrechos que gostei da ideia.

Agora é que vai ser...

 

 

 

 

Amor de férias sózinha... 4

Vou-vos dizer uma coisa, que hoje me afectou todo dia.

QUE SECA!

Férias sózinha é do pior!

E hoje decidi arrumar a espécie de escritório que existe na minha little maison.

Resultado? Este:

Até aos ossos! Cruz-Credo!

Momento alto do meu 4º dia de férias sózinha:

 

 

Momento alto e doloroso! Mas só assim para me sentir "viva". E aqueci. Bastante até.

Falta muito para segunda-feira?

 

 

BOM DIA!

Quando se cumprimenta alguém com um “Bom Dia” o que é que se quer dizer realmente?

Deseja-se que o dia seja bom?

Queremos dizer que está um bom dia, quer o outro queira quer não?

Queremos dizer que nos sentimos bem nesse dia?

Ou

Achamos que é um dia para se ser bom?

Dei comigo a pensar nisto!...

O pior é que nem sei a resposta!

Mas a que mais me agrada é a 2ª!

Está um BOM DIA quer tu queiras ou não!

95c1f6af779136aa76f15e86e4d05b84[1].jpg

BOM DIA Pessoas Bonitas!