Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

soutodaamor

soutodaamor

O Senhor que não gosta que as Senhoras riam

Eu fiquei assim ó:

{#emotions_dlg.amazed} {#emotions_dlg.confused} {#emotions_dlg.tired}

 

Então não é que um tal Senhor Bulent Arinç, que pelos vistos é o vice-primeiro-ministro da Turquia, acha que (e parafraseando o dito) “Uma mulher deve conservar uma rectidão moral e não deve rir em público. Deve manter a decência em todos os momentos”??!!

WHAT????

Só vos digo assim: ainda bem que eu sou portuga de Portugal, e não deambulo por aqueles lados. É que com a gargalhada que eu tenho o homem morria horrorizado.

O dito:

"Não se riam em público meninas que vos fica mal. Ai-Ai-Ai" esta frase

é minha ok?! Não metam o homem ao barulho 

…………

…………

…………

(estou pensando, sim??!!)

…………

…………

Resultado do meu momento de introspecção:

Acho que deve haver Pessoas que partilham do pensamento do sujeito… aos olhares que levo quando gargalho em público é digno de eu pensar assim…

Olhem…

TEMOS PENA!

Porque logo após a leitura desta “noticia” (que já é de há uns dias eu sei, mas só agora é que vi o que é que querem??!!) vi isto:

 fotozinha googladissima

 

E gargalhei pois tá claro.

Raul Meireles e o seu sócia… TURCO vejam lá bem!

E uma gaja não se vai rir não?!

Tá bem, tá!!!

Coisas estranhas que acontecem na minha presença #5

Vinha eu muito sossegadinha, conduzindo, quando reparo num Caramelo a fazer acrobacias numa bicicleta.

Em plena estrada nacional 13.

Que para quem não sabe, ERA a estrada principal entre o Minho e o Porto. Mas depois veio a A28 e deixou de o ser. Agora só serve para o trânsito local e faz parte da área urbana das vilazitas aqui do lugarejo. É por isso que se depara com muitos sítios com placas de 50kms/hora, onde se poderia circular a 180 segundo a opinião de muitos Srs. Condutores que-é-aquilo-que-eu-vejo-e-portanto-penso-que-eles-pensam.

Voltando ao Caramelo…

O menino fazia “cavalinhos”, “coices traseiros”, só com uma perna, sem mãos, oitos ou “S’s” ou lá que era aquilo. E arreganhava a taxa para quem passava. Não sei se rindo para nós se rindo das figuras que fazia.

E a Amor pensava “Vais-te esbardalhar todo! Ai-vais-vais!”

Mas o caramelo não me ligava nenhuma. E lá continuava nas acrobacias ciclistas que a mim mais me pareceram uma autêntica parafernália de showoff e necessidade de chamar a atenção dos condutores que passavam.

Alguns buzinavam, outros riam-se e outros abanicavam as orelhas (eu pertencia a este ultimo grupo tá bem?! Que gosto pouco de Caramelos armados aos cágados!)

“Vais-te esbardalhar todo! Ai-vais-vais!”

E vai mais um “coice traseiro”.

E um “sem mãos”.

E agora levanta as nádegas e abana-as.

E salta um cavalo.

“AAAAAAIIIII Agora é que é… vais-te esbardalhar todo! Ai-vais-vais!”

Adivinhem lá o que aconteceu??!!

……….

………..

…………

………….

…………….

S U S P E N S E

…………………..

…………………….

……………………….

………………………….

……………………………

……………………………..

……………………………….

NÃO SE ESBARDALHOU!!!

Nem toda a gente é propensa a cenas em público como a Amor, vocês que pensam??!!

Amor anda toda partiiiidiiiinhaaaa

Ora então é assim!...

Zumba e GAP foram de férias!

Um com o outro… e fizeram eles senão bem que assim tambem dão descanso a quem o merece bem merecido!

Abracinho apertadinho oh Ivone Correia!

Mas estava eu a dizer que ambos os dois foram de férias...

E deixaram a Amor sozinha.

Mas Amor não gosta de solidão.

E vai daí, procurou-procurou-procurou-e-procurou algo, que lhe colmatasse a falta da Menina Zumba e do Menino Gap.

E ENCONTROU!

E então tem-se dedicado!

De corpo e alma.

Porque os músculos, esses, já pedem pra parar “pelo Amor de quem lá tens oh Amor c’a gente já não s’aguenta pah!”

Quero lá saber!

Quem anda toda partiiidiiinhaaa sou eu!

Vocês só têm é de ficar caladinhos, pararem de gemer, não me chatearem muito o juízo e aguentarem-se! Mas quem manda afinal??!!

HOMESSA!

E ando a fazer isto, Pessoas Lindas… calendário 3… que é do piorio… 

 

http://analycia.blogs.sapo.pt/492612.html

 

MAS NÃO DESISTO!

Momentos Fim-de-Semana

Desafio do Frog, ok?!

E a mim apetece-me!

Por isso, olhem três momentos do meu FDS.

 

Tratar de mim.

          (fotos googladas ok?! Não são as minhas pernocas nem as minhas mãozinhas...)

 

Pêlos out e nails feitas.

Os pêlos é daquelas coisas que, estou em crer, nasceram em nós para aprendermos a sofrer. Pois eu tenho a dizer que a Amor sofre bués com aquela coisa peganhenta e respectiva “fita de papel” que vem logo de seguida para arrancar pêlo-pele-e-gritos da Amor. E não aprendo. A sofrer. É que não consigo pah!

As nails são um mimo de mim para mim. E dão todo aquele toque que a Amor precisa para estar de bem com o mundo!

 

 

A procura de uma Banda Larga móvel.

EEEEEEIIIIIIIIXXXXXXX

Oh gente!

Mas em vez de nos facilitar a vida esta malta só serve pra pôr os nervinhos á flor da pele! Custou! Mas acabamos por comprar a ideal.

“E pra que queres tu a Banda Larga móvel, se tens internet ilimitada em casa, oh Amor?!”

Porque eu tenho um filho emigrado e os sogrinhos da Amor já tinham saudades do neto e na casa dos avós do meu filho não existe internet e assim puderam matar as saudades e os sogrinhos ficaram radiantes com a surpresa e eu adoro proporcionar surpresas!

Esclarecidos oh Pessoas Curiosas?

Resumindo: foi um serão passado no

 

           (foto idem aspas como as d'arriba)

 

Praia. Muita e boa! Qu’Amor adora!

 (e esta foto é minha! A praia MA-RA-VI-LHO-SA de Vila Praia de Âncora!)

365 dias de cruel saudade...

 

Completam-se hoje 365 dias que meu Pai partiu.

Homem de 1,83mt e com pêlo no peito.

Gostava de respeito.                                                                             

Fazia-se respeitar.

Workaholic.

Total e absolutamente.

Trabalhou SEMPRE, apesar da doença.

CANCRO.

Esse bicho.

Essa coisa feia e filha da puta que tantas vidas leva.

Levou o meu Pai. Em 10 meses roubou-nos o nosso Vazé.

Há 365 dias fez a passagem.

Naquela manhã, ás 07:15 a Mamã telefonou.

Tinha passado a noite no hospital com o Papá. Já não saia de lá desde o dia 2, quando a notícia foi dada.

“O Sr. Cintra está todo metastizado. Um dos pulmões já não funciona. O outro funciona a 20%. Não chega ao fim do Verão.”

Foi dito assim. Foi dito porque nós quisemos.

Estávamos fartos de viver na expectativa.

E foi dito ao Sr. Cintra. Foi dito porque ele quis. Porque exigiu. A nós e aos médicos. E foi-lhe feita a vontade. Com o meu irmão presente. Porque eu e a Mamã não tivemos coragem. Ficamos no corredor.

“Sr. Cintra os seus pulmões estão fraquinhos. Estão metastizados.”

“Vou sofrer Dr.?”

“Não Sr. Cintra, não vai. Nós estamos cá para isso.”

“Chego ao Natal?”

“Provavelmente não.”

“Ok.”

“Não digas nada á tua Mãe nem á tua irmã.” Pediu o Papá ao meu irmão.

A Mamã não saiu mais daquele hospital. Ficou com o Papá noite e dia, num quarto só para nós. A família podia entrar e sair. Quando quisesse. Todos nós. Esposa, filhos, genro, nora e netos. Tínhamos carta branca.

E ás 07:15 da manhã de há 365 dias atrás a Mamã telefona-me.

Era domingo.

Eu ia lá passar o dia com a Mamã e o Papá.

E o telemóvel tocou.

“Olá Mamã! Bom dia! Vou ap…”

“Vem depressa! O teu Pai já está muito fraquinho.”

E eu enlouqueci.

Enlouqueci, com toda a força que a loucura tem.

Durante minutos perdi a razão.

Desorientada.

Na cozinha.

De um lado para o outro.

Minutos.

Perdi a razão.

Acordei o Maridão.

E voamos para lá.

Entrei naquele hospital feita louca.

Porque era como eu estava.

Louca.

Sem a razão.

Entrei naquele quarto.

Papá não esperou por nós.

Por mim, Maridão e irmão.

Partiu 5 minutos antes.

Já não o olhei nos olhos.

Já não lhe disse que o amava uma última vez.

Já não lhe disse que podia ir.

Fê-lo a Mamã.

Por todos nós.

E ele foi-se. Serena e calmamente. E disse-lhe “Amo-te”. A ela. Á Mamã.

E partiu.

E o médico cumpriu a promessa.

Não sofreu.

TREZENTOS E SESSENTA E CINCO DIAS.

Que parecem 24 horas.

Abraço do tamanho do mundo, onde quer que estejas Papá.

35 dias

A partir de hoje, dia 1 de Agosto de 2014, faltam 35 dias.

Trinta e cinco dias.

Thirty-five days.

Treinta y cinco días.

35 jours.

삼십오일 (isto é coreano ok??!!)

पैंतीस दिनों (e isto é hindu!)

тридесет и пет дана (... sérvio)

kwezinsuku ezingamashumi amathathu nanhlanu (e zulu!)

 

Estes dias todos para eu andar de avião.

E Amor tem medo!

Nunca andei...

Ai-ai-ai-ai-ai-ai-ai

Em modo cagarolas e ainda falta tanto!

35 Tage (alemão tá bem??!!)

Já tinha referido não já??!!

TRINTA E CINCO DIAS!!!

 

Pág. 4/4